Motivos pelos quais você não deve empreender.

Recentemente tenho discutido com muitas pessoas sobre as motivações ao se abrir uma empresa. O fato é que muitas empresas no Brasil fecham suas portas no primeiro ano de atividade. Na verdade, 58% das Empresas que são abertas no estado de São Paulo não passam do 5 ano. A fonte: esta pesquisa do Sebrae sobre a mortalidade das empresas. Neste mesma pesquisa há uma declaração de que o prejuízo médio do proprietário é de 26 mil reais por ano de atividade. Isso também acontece em Minas Gerais, porém com um número ainda maior: 60% das empresas fecham as portas nos dois primeiros anos, segundo notícia do portal G1.

Especificamente no nosso mercado de serviços de tecnologia, vejo uma divulgação muito entusiasmada para que todos empreendam. É a moda das startups. Todos querem ter suas startups. Todos querem seguir os exemplos do Facebook e do Twitter. Querem mostrar que são tão bons quanto à 37 Signals. Aqui no blog da Crafters, já escrevemos sobre isso, declarando que startup virou coisa de moleque.

Acredito que isso acontece porque estamos partindo da motivação errada e por isso faço um apelo: Prepare-se. Antes de abrir sua empresa, questione seus reais motivos para isso.

Motivos errados

Vejamos uma listagem dos piores motivos que tenho visto, quase diariamente, com novos empreendedores:

Tenho uma ideia para um novo produto

A pessoas tem muitas ideias interessantes para produtos. Cada uma com sua individualidade e motivação. Reconheço que as ideias dão origem à toda e qualquer empresa e que em muitos casos é importante guardar sigilo. Porém, não ache que a sua ideia por si só irá mudar o mundo ou, de forma mais modesta, garantir o sucesso de sua empresa.

O curioso é que pessoas diferentes e não relacionadas me trazem ideias muito parecidas. E sempre me pedem sigilo total e absoluto, pois há um medo de que lhe roubem a ideia e que isso torne impossível o sucesso dela. Para ser curto e grosso sobre isso vou lembrar que existem muitas e muitas padarias por aí e muitas delas tem sucesso.

A ideia é só o início, e deixe-me lhe dizer: não vale nada sem muito trabalho e aprendizado. Para ter uma empresa de sucesso é preciso muito mais do que uma ideia.

Quero ganhar mais e ficar rico

Se a sua motivação é dinheiro, tome muito cuidado para o tiro não sair pela culatra. Na minha experiência, é preciso paixão para fazer uma empresa dar certo. É preciso um empenho que exige muito de todos os envolvidos. Principalmente no início, quando o mercado começar a colocar à prova toda a sua teoria e seu modelo de negócio.

O que normalmente acontece é que você irá ganhar menos do que ganharia como funcionário de uma grande empresa. E ainda por cima, há a chance de sua empresa não dar certo e você sair com dívidas que podem lhe custar anos e anos de salário. Obviamente não há nada de mal em se desejar ganhar mais. O problema aqui surge quando ganhar mais dinheiro passa a ser a sua principal motivação para empreender.

Desconfie se alguém lhe disser que Fulano de tal vive disso e ganha muitos mil reais por mês. Isso não deve ser o norte de nenhum empreendedor, mesmo sabendo que uma empresa deve visar lucro sempre.

Meu emprego é muito ruim

Já ouviram alguém lhes dizer para demitir a empresa na qual você trabalha? Cuidado! Antes de julgar sua empresa como ruim, tenha certeza absoluta de que sua empregabilidade é boa. Questione-se sobre sua capacidade de adaptação em ambientes não tão agradáveis e o quanto você está acostumado a trabalhar sob pressão. Certifique-se de que você tem correspondido à expectativa da empresa e que você faz o seu melhor para que as coisas dêem certo para ela.

Se a resposta de qualquer item acima não for verdadeira, repense a sua ideia de abrir uma empresa. Ao empreender você precisará dar o melhor de si. Precisará como nunca da sua persistência e perseverança. Terá que acreditar em coisas que ninguém mais acredita e deverá se desdobrar para fazer as coisas acontecerem. Se você não faz isso na sua empresa atual, porque acha que o fará na sua própria empresa?

Quero escolher o que fazer no dia-a-dia

Uma empresa exige muito mais do que um emprego. Ser funcionário é muito confortável se comparado à pressão e obrigações de um empresário. Se você for por este caminho, irá perder sua motivação muito rápido. Cuidar de um negócio é algo muito trabalhoso e exige demais das pessoas.

Achar que você poderá escolher o que vai fazer e em qual dia vai fazer é verdade em partes. Você até pode escolher não fazer algo naquele dia, mas isso poderá trazer consequências reais e prejudicar sua empresa. Com o tempo, o acúmulo de coisas urgentes para resolver não irá lhe deixar escolher e você terá que fazer o que surgir primeiro.

Conclusão

O intuito deste post não é provar que abrir uma empresa é um mau negócio, mas sim trazer à tona uma reflexão mais profunda sobre o assunto. Apesar destes pontos acima, eu tenho muito prazer ao empreender e gosto do que faço.Acredito porém, que as pessoas envolvidas com o planejamento e a execução devem ter a motivação correta e as habilidades necessárias para que as iniciativas tenham sucesso.

E você, no que acredita?